sexta-feira, 9 de outubro de 2015

O que significa ser um "bom professor?"

Oláá sweeties, 
Espero que esteja tudo bem convosco!
Gostam dos posts dedicados à educação? Eu gosto bastante porque por um lado, me obriga a refletir sobre algum tema que queria apresentar-vos e por outro, muitas vezes utilizo temáticas que dou em contexto de aulas e isso é ótimo, adquiro melhor as matérias e posturas que virei a ter como futura profissional de ensino.
A questão que vos coloco hoje é:


Será que existe o ideal de docente, com todas as qualidades que a sociedade/grupo de crianças/pais exigem? 
E afinal, qual é essa imagem que usamos para distinguir um "bom" de um "mau" professor?
Recolhi algumas opiniões, acerca da mesma questão:

"Alguém que te ensina, que te ajuda a superar as dificuldades. Consegue colocar-se no teu lugar para que juntos, consigam bons resultados. Alguém acessível mas ao mesmo tempo exigente."

"Para mim, um bom professor é aquele que mostra interesse e paixão que faz e que sabe cativar os seus aluno, de modo a, fazê-los ganhar esse mesmo interesse. É aquele que sabe ouvir e faz-se ouvir pelos seus alunos, e que se esforça para que tudo corra da melhor maneira"

Muito sinceramente, concordo com ambas. Primeiro que tudo, um professor deve realmente, ter paixão pelo que faz. Tem nas suas mãos, a nova geração de indivíduos capazes de mudar toda a sociedade. Educar não é tarefa fácil e fazê-lo, ao mesmo tempo que corresponde a todas as atuais exigências, muito menos.
Exigências essas que, podem condicionar bastante a postura do docente, no entanto, cabe-lhe fazer as melhores escolhas para atingir os objetivos requeridos, de forma "saudável" e o mais próxima dos interesses dos seus alunos. 
Hoje em dia, atenção que tudo isto é a minha opinião sem suporte de qualquer autor ou teoria, existe uma enorme preocupação em cumprir o currículo (falo a partir de 1º ciclo). Criam-se as metas, aplicam-se, pressiona-se a criança mas, será que esta é ouvida? Será que os gostos, os temas momentâneos da infância, a autonomia para escolha, estão a ser ouvidos, respeitados e estimulados? E, chega o professor e a sua ação educativa, a todos os alunos por igual? 

Poderia ficar aqui a escrever eternamente pois, quando termino uma ideia, despoletam-se inúmeras outras, no entanto, vou ficar por aqui, para que o post não fique muito extenso. Se houver interesse e interação nesse sentido, da vossa parte, poderei voltar a escrever sobre outros pontos importantes que penso que, sejam profissionais de educação, pais ou simples interessados, devem refletir.

Espero muuito que tenham gostado. Não se esqueçam de acompanhar as redes sociais do bichinho e deixar a vossa opinião em qualquer uma delas.
Obrigadaa por tudo! <3



Mil b*